Queda de braço

//Queda de braço

A Indústria está em queda de braço com a Fazenda pelo restabelecimento ao patamar legal máximo de 5% do Reintegra, reduzido pelo ex-ministro Guido Mantega, em 2015, de 3% para 0,1%.

O Reintegra é um incentivo que desonera o exportador de impostos internos, dentro do princípio de que não se exporta impostos.

A redução de Mantega praticamente extinguiu o benefício.

O Governo está cogitando retomar para 2%, em 2017, o que já era previsto no ato de redução de 2015. A avaliação é de que ajuda, mas não resolve.


Compartilhar: